O Boaventura recebeu este sábado em casa o Santacruzense em jornada inicial da segunda fase.Os comandados de Nelson Santos, entraram melhor em campo, mas seria a equipa forasteira a dispor da primeira ocasião de jogo bem defendida por Victor. Já após esse lance, o Boaventura voltou a assumir o jogo com várias investidas iniciadas com jogadas de belo efeito, mas sem nunca conseguir materializar em golo, muito por culpa do guarda-redes forasteiro e a ineficácia dos avançados da casa.

Ainda antes do intervalo, o Santacruzense viria a se adiantar no marcador, num lance de bola parada à entrada da área, onde Victor ainda faz a primeira defesa, mas a linha defensiva não consegue afastar a recarga do avançado visitante.

Logo após o golo, o Boaventura voltou a reagir, mas o guarda-redes do Santacruzense começava a ser o protagonista do desafio, mantendo a sua baliza inviolável. Já a passos largos para o intervalo, Faria envia a bola ao poste num lance em que ia isolado para a baliza e poucos instantes depois num lançamento rápido e após cruzamento, Robert de cabeça, viria a colocar alguma justiça no marcador com o golo do empate, que se manteria até ao intervalo.

Já na segunda metade, o Boaventura voltou a assumir as despesas do jogo, com Faria, Fernando, Coelho, Tony Gomes, Rui (estes últimos entravam já na segunda parte) e Miguel a disporem das melhores ocasiões para golo, mas sem o conseguirem materializar. O marcador mantinha-se o 1-1 e com pouco mais de 10 minutos para jogar, Arsénio é derrubado na área pelo guarda-redes contrário, sendo assinalado penalti, ao qual o capitão do Boaventura, Coelho, assumiu a si a responsabilidade de tentar adiantar a equipa no marcador, mas permitiria ao guarda-redes do Santacruzense segurar o resultado, ele que viria a ser o Homem do Jogo, com um punhado de boas defesas.

Nos descontos, num lance confuso dentro da área do Boaventura, os forasteiros podiam ter quebrado a invencibilidade dos comandados de Nelson Santos em casa, com a bola a resvalar na quina da baliza guardada por Victor, num lance de insistência do Santacruzense, que Nelson ”Mangana” conseguiu resolver.

No final fica o empate que soube a pouco para as aspirações do Boaventura, mas que continuará a tentar andar no comboio da frente nesta segunda fase.

Na segunda jornada o Boaventura recebe a equipa do Carvalheiro, a 24 de Março, com a hora ainda a designar.